Amada Helena

Somos agentes de transformação social, acolhemos pais enlutados, lutamos por políticas públicas, projetos culturais e orientamos profissionais de saúde.

About the NGO

Em memória de Helena de Oliveira Maffini, a ONG foi fundada com o objetivo de conscientizar sobre a falta de leitos de UTI neonatal, motivo pelo qual Helena perdeu a vida, com 17 dias, após uma espera de 12 horas. O trabalho foi se modificando e hoje realiza vários projetos focados na transformação social acerca do luto parental. Somos uma organização sem fins lucrativos que oferece apoio, informação e esperança para pais enlutados desde o ano de 2013.

Somos agentes de transformação social, lutando pela mudança da atitude social perante o luto parental, buscando ampliar a conscientização da sociedade sobre o luto, suas consequências, ações de enfrentamento, prevenção de complicações e tratamentos. Lutamos junto às esferas do governo por políticas públicas e pela criação de espaços de discussão política, como frentes parlamentares, semanas de conscientização, inserção de eventos relacionados ao tema em calendários oficiais, a fim de construir um trabalho contínuo e progressivo. Desenvolvemos e disponibilizamos materiais e projetos, a fim de fomentar a capacitação de profissionais, convidando-os a desenvolver e exercitar a habilidade de acolher, pois a formação é escassa e o luto parental é um tema transdisciplinar, ou seja, precisa estar presente nos debates de diversas áreas de formação, resultando na construção de conhecimento acerca do tema. Profissionais compassivos e capacitados fazem toda a diferença no acolhimento das famílias enlutadas.

Também acreditamos na arte como forma de comunicação dos sentimentos, por isso, é tão importante oferecer a famílias enlutadas a possibilidade de se expressar através das mais variadas linguagens. Acolhemos e informamos pais enlutados, beneficiando famílias inteiras, pois vemos e acolhemos o luto parental e suas demandas familiares.

Nossos pilares:

Missão: Pautar a discussão do luto em todas as esferas sociais, pontuando ações para que as famílias se sintam acolhidas após a perda de um filho.

Visão: Uma sociedade em que as famílias enlutadas tenham acolhimento livre de estigmas e onde tabu do luto se transforme em políticas públicas para a humanização do tema.

Valores: Amor, transparência, empatia, esperança e diversidade.

Premissa: Todos somos capazes de voltar a sorrir após a perda de um filho.

Lema: Dar suporte ao insuportável.

Projetos:

PAIS PARA SEMPRE - evento de formação e fortalecimento de vínculos dos pais enlutados, convivência, educação sobre o luto e confraternização; desde 2015

CARTILHA DE ORIENTAÇÃO AO LUTO PARENTAL: 1º material impresso e distribuído gratuitamente no País abordando o tema “luto parental”; 2016

GRUPO PSICOTERAPÊUTICO: reuniões mensais para acolhimento e apoio aos pais enlutados, desde 2015;

ENCONTRO MULTIPROFISSIONAL: visando orientar e informar profissionais da saúde a respeito do luto parental; 2016

ACOLHIMENTOS COM PSICÓLOGAS: individuais; 2019

EXPOSIÇÃO CULTURAL: para chamar atenção da sociedade ao luto parental; 2015